Ingresso.com.br e Cinemark em Campo Grande

Fui ver um filme em pré-estreia em Campo Grande.

Graças a essa coisa linda que é a tecnologia, pude ver quais salas tinha pré-estreia! É o futuro!  HOJE! NA CIDADE DO PASSADO!!!

Temos 3 opções aqui:

Cinépolis no Shopping Norte Sul (pertim de casa)

Cinemark no Campo Grande (meio fora de mão)

e UCI no Bosque dos Ipês (longe pacas pra mim).

Fui nos três sites e único que constava como filme no dia 10/04/14 (quinta, dia de pré estréias) era o Cinemark. Comprei direto do site pelo http://www.ingresso.com.br como já fiz até em SP. Recebi o código pelo celular, mas não sou besta e imprimi uma cópia para levar no bolso. Quis transferir o ingresso do App Ingresso.com para o Passport da Apple, mas só dava erro. “È coisa do horário, com certeza” pensei. “Depois eu tento novamente”.

Imaginando se existia App do Cinépolis, encontrei e instalei-o. Pois não é que também tinha pré-estréia no Cinépolis! Sim! As 00:02 de Quinta-feira. Mas no App consta que 00:02 de quinta é NA QUARTA-FEIRA. Isso no App, mas o site em si, entende quinta como quinta… e omite a sessão as 00:02. Errou feio, errou rude, Cinépolis.

“Bem, quem sabe eu possa cancelar a compra, afinal comprei as 12:44 (de Brasília), posso devolver já que ainda são 12:20 (de Campo Grande)” imaginei. Sabo de nada inocento. Não tem nenhum lugar para cancelar compra de bilhetes pela net.

Seu filho comprou? Vc pagou e sifudeu. Imaginei vender por cincão (pago meia entrada) e não ter 100% preju, além de ficar mais perto de casa e pagar menos de estacionamento. Mas não rolou, ok, sou adulto, limpo minhas próprias cagadinhas.

Fiz serão, cheguei em casa pelas 22 e as 23:40 cheguei no cinema. Bem vazio, legal. Ia comprar uma água, mas quer saber? Esquece. Fui direto ao bilheteiro(a) com o celular na mão todo pimpão. Quando ela OLHOU q era celular mandou um “Olha…. hummmmmm…. espera”

Chamou um cara no corredor que indicou ir a bilheteria (A bilheteira perguntou se “ainda estava funcionando” então suponho que foi bom eu chegar relativamente mais cedo. Chegando 10 minutos atrasados eu me fodia completamente aparentemente).

Solícito eu fui pra bilheteria ver um casal escolhendo o melhor lugar do mundo para pelo jeito, morar pro resto da vida quando lembrei

“Eu imprimi o bilhete!!! Está no meu bolso! QUE BURRO! DÁ COCA ZERO PA EU!” E fui todo pimpão novamente, feliz e crente que a tecnologia tá aí pra ajudar.

Ao mostrar o bilhete impresso à bilheteira ela me questiona “Vc foi na bilheteria?”. Respondi “Sim, mas eu tenho o bilhete impresso, não serve?”. Nova pergunta “Vc imprimiu esse?” Sim, a menos que eu tenha cagado esse, suponho né. Na verdade quem imprimiu foi a impressora, mas eu que tava segurando a merda do mouse, suponho que se fosse um crime eu seria mentor, mas na delegacia tomava porrada igual”. Mas deve ter casos de pessoas que conseguem bilhetes que se materializam no éter em frente a elas, no caminho entre a bilheteira e bilheteria, então parei no “Sim”. A mesma negativa “Você precisa ir na bilheteria”.

Mais uma vez, caminhei imaginando que, o casal que iria se aninhar pro resto da vida na cadeira lentamente escolhida pelo menos teria desaparecido na escuridão de um filme romântico, para fazer coisas escusas que só sessões de meia noite durante a semana já viram, e que os lanterninhas usam vídeos para aumentar a visibilidade dos canais de seus sites adultos.

Graças. Casal já tinha se ido. Mas agora eram dois caras começando um processo totalmente novo de compra. Com a alegria que é peculiar de conseguir ingressos um do lado do outro faltando minutos pra uma pré estreia começar, eles mantiveram seu passo lento mas devagar, até o final da transação. Ok. Estou implicando, o mundo não é tão tosco, eu que estou numa sequência de pequenos azares.

“Tem o número do ingresso”, lá vou eu abrir o App do ingresso.com.br

Uma coisa que duvido que vc saiba: O aplicativo do Ingresso.com.br depende de uma conexão de internet para funcionar, então ele não armazena os dados offline. Sim, seu ingresso não está no celular, esta na net e vc “baixa” ele cada vez que precisa vê-lo. Sabe quem é que deixa os dados Offline? O app Passport da Apple.

Tal app já vem no S.O. dos iphones, é muito bom. Já usei pra pegar aviões da TAM (eles tem leitor para a própria tela do celular). E sabe o que tem no app ingresso.com.br? Um botão “enviar para o passport”. Esse mesmo botão foi chingado e apertado por mim boa parte da tarde por que a merda não funciona. Seria mais útil se tivesse um botão “bata na sua própria cara, idiota” ou botão “Enfia esse dedo no cú filadamãe” por que quem sabe funcionaria.

A menina da bilheteria me pergunta meu CPF e se eu tenho conta no Cinemark, coisa que nunca tinha ouvido falar, mas como a cara que me fazem quando eu digo meu CPF, falei com a maior boa vontade (até por que não tinha baixado ainda o ingresso. Sabia que conexão de celular em Shoppings, normalmente são horríveis? Eu sabia, mas não dava pra baixar offline por culpa da merda do app).

Sobre meu CPF? Ele repete muitos números. Normalmente eu falo 3 sequencias de 3 (muito parecidas, dando ênfase nos números que mudam, logo após a pessoa repetir os 3 anteriores) e os últimos 2. Cada um tem um jeito encher o saco dos outros, e esse é o meu, minha maneira perversinha de sacanear, não me julgue, vc tem piores.

A bilheteira encontrou via CPF. Sim.

Eu mandei um e-mail ao meia dia e trinta pro site Ingresso.com.br (que aliás,28hs e contando depois ainda não responderam) que eu tenho certeza ter meu CPF, passei o código da compra, do bilhete…. mesmo site que pede pra salvar o número do meu cartão de crédito. E eles não conseguem fazer nada para meu bilhete.

Numa bilheteria que eu NUNCA dei meu CPF, tenho certeza, pra uma empresa que TALVEZ eu tenha dado o CPF pelo site, encontra.

Ce viu né? Tecnologia realmente foi feita para ajudar. Ajudar as pessoas a te foderem. Pra pagar, todo mundo é legal e gentil, pra cancelar? Boa sorte.

Já prevendo merda, falei que eu tenho direito a meia entrada (daí o motivo que comprei um ingresso meia entrada) e mostrei minha CNH e é claro, minha carteira de Doador de Sangue.

Daí vem aquela que é a maior das críticas que um doador de sangue pode receber: “Quando foi mesmo que vc doou pela última vez?” Olhando pra minha carteirinha.

CARAIO! Sério mesmo? “Por que aqui é a última doação é de 2013”. Em parte eu tenho culpa.

Da última vez que fui (isso no Cinépolis) outro bilheteiro, bem mais solícito que essa, falou que eu precisava atualizar minha carteirinha por que blablablabla. Juro que ia prestar atenção mas estava com meu filho. Pois em janeiro (mesmo mês que fui no cinema) doei sangue de novo (anotem aí galera, 13/01/14) e logo em seguida FUI NOVAMENTE AO CINEMA. E O MESMO BILHETEIRO ESTAVA LÁ. E FALOU QUE EU PRECISAVA ATUALIZAR A CARTEIRINHA. E eu falei “olha a data é a mais atual, só se eu doar aqui na sua frente pra provar?” Ok, só falei que era atual. O cara era solícito.

Daí, sabendo que no treinamento de bilheteiro de cinema tem um curso todo especial de “Sacaneie quem doa sangue, por que eles não fazem nada demais” agora carrego a carteirinha ANTIGA (pra provar que ao contrário do que ensinam em “Doadores de sangue merecem se foder 101” não é possível doar 4x na semana E levar a carteirinha de doador pra casa no mesmo dia).

Então quando dou a carteirinha, vão as duas, e o que é que foi lá? A “nova” e a antiga. Então com meu documentos em mãos a pessoa não é capaz de perceber que… existem 2x carteirinhas na mão dela. E essa mesma pessoa é a encarregada de te devolver troco. Depois de ontem nunca mais confio numa nota de troco de caixa de cinema. Se não tem capacidade pra perceber uma carteirinha junto de outra, e nota de R$50 falsa? E como esses Sherlocks conseguem “pegar” alguém nessa vida? Acho que se eu xerocar a foto do McLovin eu consigo convencer que sou americano.

Prazer, eu.

Não quis discutir o mérito de que eu posso doar no máximo 4x por ano, com intervalos de 366 dias pelo menos entre a primeira e a quinta, se a quarta tiver sido a mais de 61 dias… Mas é assim.

Depois de apontar que “oí mossa, ten dua carteirin ai nu seus bagui di sigura nas ponta da maum”, ela percebeu e mandou um “ah sim”.

Depois pude entrar tranquilamente e ver meu filme como loser, sozinho, cercado de casais que ao ver o Capitão América falavam “olha o Americano Escudeiro! E seu ajudantes Homem-Pomba e mulher-aranha”

Mas o que me deixa assim mais estressado é que eu já não gostava do Cinemark desde antes. Leia aqui que uma das minhas reclamações do #Cinemark é que comprando pela net A ÙNICA maneira de conseguir o bilhete era entrar na merda da fila. Daí o Ingresso.com.br muda pra sua comodidade, mas PERMANECE IGUALZINHO COMO ANTES. Porra, maquiage do capeta nheim?

È como eu comprar 6 maçãs e o cara me cobrar mais caro, pois não são só 6, são meia dúzia de maçãs!

Se o povo do Cinemarcolino não usasse produtos eletronicos por que “Qadu nóis tenta isfaquiá ess bichu elertricu ca faca, eli aferroa nóis cumas abêia invisivi na maum!” eu entenderia, por que seria ignorância.

Mas oferecerem o serviço que sequer existe é palhaçada. Daí vc fala “a culpa é do Ingresso.com.br que não verifica” pois eu digo que se ele não verifica também poderia ter uma opção de cancelar uma compra na primeira hora quer for feita. Pombas, qdo eu vendo no meu trampo, as vezes posso cancelar uma compra em até 24 DEPOIS se a pessoa trouxer o cartão!

Bah, nem tou tão estressado, só queria ventilar essa frustração. E é bom saber que daqui um tempo eu posso voltar olhar bem pra esse texto e falar “PORRA NÃO MUDOU NADA!” hahahhaha

Por essas e outras que a livre concorrência é boa.

Anúncios