Filmes Review – Títulos

Tem uma lista grande de filmes que eu vi e fiquei regulando o review. Mais do que final de Human Planet (que diga-se de passagem, achei o ultimo o pior episódio). Mas como esses filmes tão engasgados, tirando eles eu acho que diminui meu bloqueio “de escritor”

Não tem muita ordem, só pela qual eu peguei os títulos mesmo. Mas eu preciso reclamar por que se não povo acha que não sou eu escrevendo. QUE CARAHOS DE TITULOS BRASILEIROS SÃO ESSES?

Se beber não case” é um título FULEIRO desde o primeiro, mas não faria sentido mudar.

Clockstoppers “O FILME”? Teve a série? Não. Livro? Tb não. Gibi? TAMPOCO.

Ressaca de amor? Sério? De Forgeting Sarah Marshall (esquecendo Sarah Marshall) pra Ressaca de amor, foi foda… Mas daí surgiu a tradição de colocar nomes merdas nesse universo. O spin off (que achei ducaraio) Get Him to the Greek virou O PIOR EMPREGO DO MUNDO. Certeza que é o narrador da sessão da tarde que põe esses títulos.

In Brugges virou “Na mira do chefe” e que basicamente levou muita gente a ver ACHANDO que era um tipo de filme de funcionários contra o chefe (Não é) e acabou com uma reviravolta do filme. E se chamassem o HP de “nesse filme o Harry morre mas depois volta e mata o voldemort” acho que o povo não ia gostar. Ah estraguei a surpresa? Se se interessa por hp já sabia, va “c” fu “d”.

Friends with Benefits virou amizade colorida. Podia ser sei lá, “Uma mina brasa, mora?” ou “Broto prafrentex” que seria tão moderno quando. Sou a favor de popularizar o termo Amigos com Benefícios, por que “colorido” tem camadas que não me apetecem.

Crash sofre de um grande problema nos títulos brasileiros, um sub título. Veja:  Crash – No limite, Clockstoppers – O filme, Planeta dos macacos – A origem. Mas esse tb tá errado devia ser sei lá, O Início do planeta dos macacos. Seria como chamar o Carros – O filme, Kung Fu Panda 2 – O retorno… Fido é igual, ficou Fido – O Mascote (ah, jura? Pensei que fido era nome de gente, sei lá). Swingers virou…  Swingers – Curtindo a noite. Por que swing signfica algo diferente no Brasil, que NÃO SE FAZ A NOITE!!! Quantos swingers não se frustraram ao ver esse filme heim?

Rounders virou Cartas na mesa, mas podia ser pior tipo “Uma jogada muito louca” ou “Cartas de Risco”.

The Secret of NIMH é tão complicado que até aceito o nome que ficou (A ratinha valente). Mas é um filme médio que nem devia ser muito pra crianças. Prefiro o filme Ferngully.

The expendables virou por uma luz no fim do túnel “Os Mercenários” por que creio que “Os dispensáveis” é um filme brasileiro sobre funcionários públicos.

As menções honrosas são Attack The Block, Cars 2, Kung Fu Panda 2, Limitless, The Devils Advocate, The Life Aquatic with Steve Zissou X-Men – First Class, que se não ficou literal a tradução, foi perto o bastante.

E o Catch Me If You Can parece título de filme em Portugal (Prenda-me se For Capaz) MAS em Portugal ficou… Apanha-me se puderes, extra Portugal!

Em compensação o Your highness foi literal (Sua Alteza?) mas mesmo com essa interrogação ficou ruim. Acho que por que High é sinônimo de estar “emaconhado” e filmes de maconheiros tem essa mania de ter títulos que os tradutores colocaram enquanto chapados (Harold e Kumar, Cheech E Chong e derivados).

City Of Ember, Rango e Super, não tiveram títulos em português mas tenho certeza que seria Aventureiros do Fogo Proibido, Rango – Um lagarto muito louco no deserto e SuperDoido respectivamente. Por favor, deposite a grana dos títulos na minha conta, narrador da sessão da tarde.

Reviews na continuação.

Anúncios