SMAX – Alan Moore – Review

A continuação de Top 10 da série de Alan Moore.

Essa spin-off é especificamente sobre Smax, um dos personagens principais de Top 10.

Com a morte de seu tio (e reveladoras visões) Smax, o carrancudo parceiro de Toy Box precisa voltar a seu mundo para o funeral e enlista a garota pra ir com ele. A mini tem 5 edições.

É engraçado por que entendemos um pouco tanto da raiva de Smax. O fato dele ser tão infantil e a pequena Toy Box ser mais adulta é a receita do nada sutil humor da série. E imaginamos que Smax seja de qualquer lugar, MENOS de um mundo de contos de fada. A cada edição o autor vai descontruindo a idéia de perfeição que as histórias contam, como a comida que as pessoas comem lá, a moeda que oscila entre feijões mágicos e ovos de ouro, favelas de seres mágicos ou racismo entre espécies. A burocracia das “Quests” é hilária (E Jonny Quest nas filas hahaha).

O fato das referências rechearem todos as histórias de Moore, enriquece a experiência.

Vendo da maneira que preciso contar as palavras pra não revelar demais, penso que tem temas bem polêmicos e você precisa ter a mente meio aberta. Mas o humor é garantido. Leia Smax.

Resumindo é Smax voltando ao seu caipira mundo (hilário e ele chegando lá e o choque entre Toybox e a nova realidade) para comprir uma profecia que ele não queria cumprir e tentar escapar do amor da vida dele. Se você gostou de fábulas, vai amar essa. Lembrando que lá é basicamente o cu do mundo onde judas perdeu as botas pros caipiras.

Nota 10 – Moore 9 – Mas unindo a Top 10 (vol 1) 10/10.

Anúncios