Spectreman

Planeta, Terra.

Cidade, Tóquio.

Como todas as outras cidades, Tóquio vêm perdendo a batalha contra um dos seus piores inimigos: A poluição.

Chegará o dia em que o mar, a terra e as águas se tornarão letais para toda e qualquer forma de vida? Quem poderá intervir?

SPECTREMAN MAN MAN MAN!!!

Eu sei que é chavão total começar o post dessa maneira. O que você não sabe é que a abertura é diferente, mas essa é a maneira que eu decorei… aos 12 anos acho.

A abertura correta:

“Planeta: Terra. Cidade: Tóquio. Como todas as metrópolis desse Planeta, Tóquio se acha hoje em desvantagem na sua luta contra o maior dos inimigos do homem: a poluição! E apesar dos esforços de todo mundo, pode acontecer um dia que a terra, o ar e as águas, tornem-se letais para toda e qualquer forma de vida. Quem poderá intervir?” Roubado deste blog.

Já li muito sobre ele então condensarei o que peguei.

Spectreman foi um seriado japonês de baixo sucesso no japão, principalmente devido aos seus efeitos ultrapassados da época e a superpopulação de heróis no Japão (Se seu prédio não foi destruído hoje, você não é um djapa feliz).

Foi exportado ao Estados Unidos, onde a abertura ganhou um tema diferente – postada acima-  e depois para França e Brasil, onde teve maior sucesso que no seu país de origem.

Os grandes problema de Spectreman foram:

  • Usar efeitos ultrapassados devido ao custo (no começo queriam stop motion, mas foi catastrófico. Depois voltaram aos prédios de isopor) e
  • Especificamente concorrer com uma das maiores manias japoneses: Ultraman. Pra você ter uma idéia, praticamente todo ano sai um novo Ultraman. E já fazem uns 20 anos do primeiro!

Spectreman foi um injustiçado. Sua primeira encarnação era ridícula (parecia o Machine Man). O seriado durou pouco mas os episódios foram nomeados na seguinte maneira: MACACO ESPACIAL GORI (primeiros 33%) MACACO ESPACIAL GORI VERSUS SPECTREMAN (33% do meio) SPECTREMAN (últimos 33%). Isso mesmo, Spectreman teve o nome do seriado só no fim.

E pra piorar, tinha como inimigo um dos melhores inimigos que alguém pode ter: Dr. Gori. Tanto Gori quanto Karas (seu lacaio) eram super símios mutantes de um planeta pacífico. Como Gori e Karas não curtiam toda essa paz, foram expulsos do lugar.

Karas, o músculo e Dr. Gori, o cérebro.

Chegando à terra, Gori ficou maravilhado com o planeta. Mas curtiu MESMO. O que mais deu raiva nele é que os humanos estavam destruíndo o planeta. Para lidar com essa praga, ele criava monstros de sujeira para acabar com a humanidade e deixar o planeta limpo. Vai dizer que o Greenpeace não colocaria ele em pôsters? Que o Peta não seria comandado por ele? Outra, ele era um gorila loiro, dublado pelo dublador do Seu Madruga. Como odiar um cara desses? Raça ameaçada, pelagem rara, voz de canastrão? Sem dúvida mereceu ser dono de 66% do seriado.

Outra coisa, em vez de criar monstros mais fortes para acabar com Spectreman, Gori tinha o bom senso de tentar criar monstros mais inteligentes. Esse cara seria um herói quase melhor que Spectreman se não fosse um maníaco assassino (de humanos, entenda).

Mas voltando ao herói. Spectreman era um andróide, metade máquina metade humano, comandado pelos Dominantes da galáxia Nebula 17, coisa assim. O interessante é que esse é o lugar de onde vem os Ultramens, creio.

Os Dominantes não se importam muito com vidas individuais. Se for pra matar uma ilha pra salvar a Terra, PERDEU ILHA. Mas o Spectreman queria salvar a todos.

Veja comigo, vilão legal, chefe mala… depois duvida do por que dos olhos chorosos de Spectreman.

Olhos que me comovem…

Em seu episódio final, Spectreman ganha de Gori, mas sabendo que o vilão era um gênio, oferece ajuda para que este se torne bom.

Gori, indignado por perder, se mata.

Ééééé. Prefere morrer admitir derrota, o que demonsta a sociedade japonesa em MUITAS camadas.

Sem ter o que fazer na terra, Spectreman é chamado pelos Dominantes de volta pro espaço, só que eles limpam sua personalidade humana. No final vemos Spectreman vagando pelo espaço, sem emoções, indo salvar quem os Dominantes mandarem.

Cara. MUITO foda. E isso passava pra crianças à tarde. Vários dos episódios eram duplos, então você tinha a agonia de esperar 24 horas pra saber como continuava.

Eu quero ver se alguma emissora teria os culhões de colocar uma série desse naipe para as crianças de hoje em dia. Pôxa, eles cortam Shin Chan por ser mau exemplo…

Coisas que só o Criança Perpétua conta pra você:

O nome original da série era Supekutoruman – que é uma japanização de SpectrOman. Na Europa foi chamado de Spectraman e nos EUA e Brasil, Spectreman E Spectroman.

Diz a lenda que as primeiras máscaras de Spectreman foram feitas de uma material nem tão resistente ao calor, então a máscara ia derrentendo conforme era usada, seja pelas luzes do estúdio ou pelo sol. Só depois mudaram o material.

O nome original do programa era pra ser  Elementman.

E era pra ele parecer isso

Mas o piloto não vingou e mudaram praticamente tudo.

Os poderes:

  • Spectreman era capaz de ficar gigante para enfrentar monstros maiores que ele (foi o primeiro a fazer isso, antes os heróis chamavam naves gigantes, como os Changeman ou já eram gigantes, como os Ultras).
  • Voava e era super forte.
  • Sua arma mais forte era o Spectro Flash, um raio de arco íris.
  • Na fivela do cinto Spectreman guardava várias estrelinhas ninjas que ele jogava nos inimigos.
  • Dos antebraços saiam lâminas.

Fez tanto sucesso que depois que originou uma revista não autorizada por aqui. O Spectreman ficou azul.

E ZUADO.

Mas são pouca coisas que conseguem me levar ao passado igual isso aqui ó…

Dominantes, ÀS ÓRDENS!

Se bem que eu tinha um medo grande de um dos inimigos do Spectreman….

Anúncios