Mais 3 desenhos dos anos 80.

Depois dos 3 desenhos anteriores…

Olé Ollie

Lembra desse?

Esse desenho, na falta de palavra melhor, era idiota. Mas tão idiota que era muito legal. O grande lance dele é que ele era o primeiro que passava no programa da xuxa e como moro em um fuso diferente, digamos que se a xuxa começava as 7:30 no resto do Brasil, aqui era 6:30. Era o tempo de ver Olé Ollie antes da aula (sempre estudei de manhã).

O personagem principal é esse boi e o nome original do desenho é Ollie Ollie OU Ox Tales. Ele era um boi que só fazia idiotices. E sabe de onde ele era? Da Holanda, por isso ele tinha sapatos de madeira. Mas era um anime, então era um esforço coordenado entre Holanda e Japão.

As histórias dele sempre eram bem nonsense e quando acontecia algo, normalmente aparecia um Hipopótamo dentado em uma rede, de óculos e cachimbo (?) e dizia “Mas nem tudo saiu como o planejado…”. Ou quando o Ollie se ferrava, mostraram uma marmota em um buraco (???) se matando de rir (otimamente desenhados, claro). Foi meio cativante por que o Ollie era inocente pacas, e o mundo girava ao redor dele bem mais rápido do que o pobre cérebro dele podia compreender. Mas tenho amigos que odiavam muito. Hoje, vendo na net, descobri que ele deve ser meio popular e ter quadrinhos…

Coelhos dando uns coelhos? (Momento Bebê a Bordo)

Por que duvido que isso tenha passado no desenho.

Jem e as Hologramas

Putz, essa foi uma volta ao passado…

Não via com tanto interesse esse desenho. Lembro por cima que aquela loirinha de cima usava um computador que com hologramas (o futuro em 1980) se transformava em Jem e corrigia coisas erradas. Sim, Batbarbie Montana. O que me marcou firme é que das vilanzinhas, tinha uma que era um pitéu! A líder da banda má era uma barangosa sim, mas uma das ajudantes era coisa pra se lembrar em momentos de alegria solitária.

Dando uma olhada no Wiki (porra, tem wiki disso!) o nome do computador super avançado que fazia hologramas era o Energia, se comunicavam através dos brincos dela e  a guria tinha uma fundação para meninas carentes.

As inimigas eram “As Desajustadas” (MISFITS NO ORIGINAL PORRA!!). Assim, bate uma vergonha grande de lembrar por cima desse seriado, que é praticamente um seriado da barbie. E ele consegue ser mais viadinho que Cavalo de Fogo (que eu moderadamente curtia, por causa .. sei la por que. E o jogo de futebol mano??? Foda né? Cê viu a gostosa da Nana Gouveia?) Tá, mas olha esse cosplay do desenho

Coisa que só o Criança Perpétua descubre pra vc: Foi co-produzido pela Marvel. Sério. Pelo mesmo grupo que fez G.I. Joe e Transformers.

Mençao honrosa: SilverHawks

Mais um pra lista dos que eu via no SBT. Antes de mais nada vou explicar por que os SilverHawks não fizeram sucesso: Eles competiam no Brasil com os Thundercats. O engraçado é que eles eram da mesma empresa de animação, a Rankin/Bass. O nem tão engraçado assim é que o roteiro se não era idêntico, era igual. Um grupo de heróis “meio” animais (os TCcats são bichos os SHawks eram humanos com armaduras), que enfrentavam uma fera que se transformava (TC era o Munn-Ra e SH era o Monstro Estelar – Dica do Daniel nos comentários) e tinham inimigos que eram tão interessantes quanto os heróis. Claro que era mais fácil lembrar dos inimigos dos TC (Simiano, Abutre, Escamoso e Chakal) que os do SH… Assim como era mais fácil lembrar dos inimigos do He-Man (Esqueleto – o chefe, Mandíbula, Maligna, Aquático e Homem-Fera) que os da sua irmã She-ra (Só lembro do Hordak – o chefe e do Mantena [e a Felina, claro]).

Mas a animação de abertura dos Hawks era na falta de melhor palavra SINGULAR. Era muito foda. E desenho nem tanto assim, mas era bom.

Não lembro os nomes exactos então… O grupo era formado por 5 Silver Hawks e o Chefe. O Chefe tinha peças material diferente, não de prata (silver) e não voava. O líder de campo do grupo (ACHO que era Rank) era o fodão, cabelo egipcio(?) e comandava o FALCAO BIONICooO, que servia de câmera. Tinha também os gêmeos que tinham um pouco de prata faltando: A mulher inteligente e rápida e o cara, fortaço, com máscara retrátil que lembrava um capacete de futebol americano. De troco, um alien que só falava por assobios, todo trabalhado em cobre. Mais sobre esse escroto depois. E o Caubói era o último do grupo, não tinha asas mas comandava aquela nave DUCA que… deixava rastro de arco-íris (deprimente). Ele carregava uma guitarra de prata que meio que comandava a nave. Engraçado, prata pra guitarra tem… pra asas não. Pfff. A nave do grupo se chamava Miragem e ficava invisível. Isso tudo por que o Caubói não voava, assim como o Chefe.

Praticamente todos os heróis tinham uma arma/aguia própria, além de soltar laser do braço, mais ou menos de onde nos metem vacinas. Excessão do guri que tinha também um frisbee bumerangue.

Esse guri era alien do planeta dos mímicos (sério) e a cada final de episódio ele tinha que responder umas perguntas sobre o espaço pro caubói. CARA, ERA CHATO!!! Mas todo mundo ficava pra  responder. A gente via TV pra ficar burro, não pra aprender coisas! Pelo menos não era a She-Ra onde vc tinha que ver o episódio inteiro pra achar o Geninho.

 

Que era uma mistura de Tiririca gay com Rainbow Brite.

Dos vilões, tínhamos o Monstro Estelar que era um decrépito (que lembrava um Munn-rá já transformado em jovem mas peludaço e meio quebradão) que ao se banhar com as luzes de um sol vermelho, virava um robô que  não conseguia fechar a boca direito, ficando sempre com os dentes pra fora.

Sorriso Colgate!

Ele era meio um máfia do espaço e seus ajudantes mocorongos eram todos meia boca, como a mulher que tocava Keytar sendo inimiga do Caubói que tocava guitarra.

Keytar que é explicada perfeitamente por esse gráfico.

E isso que ela lembrava uma Cindy Lauper, com voz zuada e tudo…

Bluegrass era o nome do mocinho em inglês? Melodia a vilã, com Keytar/metralhadora.

Não lembro muito dos vilões, só que o transporte do Monstro Estelar era meio nave, meio lula… E ele tinha um bicho biônico seu tb (fora que usava o troço estrela no olho dele pra mandar raios tal)

Os SH tratavam o espaço como se tivesse ar, tudo era perto e se bobear você podia ir voando de Nebula 7 pra casa na boa… Em um episódio o chefe usa o pouco de silverhawk que ele tem pra flutuar pra casa.

Mas toda essa info não é importante. O importante que a abertura era foda!!!

A música era legal, a animação SOBERBA… só não fez sucesso por que Thundercats veio primeiro ao Brasil. Se fosse o inverso, até hoje teria gente gritando FALCAO BIONICOO.

Coisas que só o Criança Perpétua te informa:

Ele fala “Tally Hawk” quando começa (brasileiros colocaram o Falcão Biônico no lugar, nome do bicho). Mas Tally Ho (Quase mesma pronúncia) é tipo um “GERÔNIMOOO” em inglês

Existiu mais uma animação da mesma empresa que também pegou da temática Bicho/Gente. Usaram a terra, usaram o ar… o que faltava? O coração! Não! A água. Veio ao mundo essa aberração:

Só de ver essa abertura, me deprime. Sério, de ver isso eu tenho vontade de estudar, me formar e ter PHD em chatiologia. Prefiro estudar a reprodução das lesmas pela visão delas, em High Definition do que ver esse desenho. Ainda bem que não veio ao Brasil.

Um dica também é que você nunca deve procurar algo infantil nas imagens do google SEM colocar a opção “procura segura” ou pode ter sonhos infantis despedaçados. Regra 34 pra vc. Um dia falo dela…

Anúncios