Back to the Future: It’s about time – Review do jogo

Literalmente já era tempo...

Depois de 20 anos do lançamento do último filme, finalmente chega um jogo que não te faz querer se suicidar (como esse do nintendinho e esse do mega drive).

Os gráficos são simples, mas bem feitos. A história é muito boa, inicia após a trilogia e mostra facetas muito diferentes tanto de Marty e Doc, como do tempo.

Não fui tão longe quanto gostaria (uma hora o computador travou mesmo) mas esse jogo conseguiu um feito que não é muito comum atualmente: me fazer ficar acordado miseriando “só mais uns minutos” antes de dormir. A algum tempo um jogo não me deixa assim, Angry Birds e esse estão me trazendo de volta ao mundo da insônia.

Como eu acabei de ver a triologia, estou com lembrança fácil dos eventos, então encontrar um novo Strickland ou o Biff chato são ótimas surpresas.

Outra coisa que eles não se prenderam a triologia original quanto a questão dos períodos visitados. Já o primeiro lugar que você vai, encontra o Jovem Doc.

Foda!

E o avô paterno de Marty

Nessa imagem, com com um Tanner na esquerda.

Outra ótima surpresa é que é um jogo tipo point & click (aponte e clique) na linha do (ajoelha e fala EXCALIBUR) Full Throttle.

E interessante, pocê pode controlar o caminhar de Marty, como nos últimos jogos do Broken Sword. No começo você acha que é só clicar, mas pode explorar o jogo, com MUITAS referências.

Esse é o primeiro episódio de cinco que a criadora do game, Telltalle, diz que fará. Eu já estou fisgado. Poder explorar o ambiente, fazer as coisas que Marty fez, mas com umas mudanças, é divertido.

Os dubladores mandaram muito bem, Doc pelo original Christopher Lloyd e Marty por um cara que consegue ser mais Michal J. Fox que o próprio.

A única ressalva que eu faço, foi que deram aquela cartunizada no Einstein e ele ficou estranho. Mas como sou fã do desenho, nem posso reclamar muito, já que lá ele era tipo um dino.

Outra coisa que é um game meio fácil, pelo menos até o momento. E ainda tem umas dicas… Mas como é o primeiro, deve ficar ainda melhor mais pra frente.

Nota 8.

Terminei o jogo, leia aqui

Anúncios