O trapalhão nas minas do rei Salomão para crianças – Review

A saga dos filmes sem trailer continua.

A história do filme é que 3 caras que fingem lutar para conseguir grana são contratados por uma mulher lá (que devia ser gata pra 1977) mais um garotão lá que ela curtiu para ajudar a encontrar o pai dela, que sumiu procurando o tesouro do rei Salomão. No caminho precisam enfrentar uma bruxa e seus asseclas.

Bem, esse filme se chama “O Trapalhão…” por que neste não aparece o Zacarias. Em 1976 Zacarias entra no grupo e em 77 (ano do filme) eles mudaram da Record pra globo. É o segundo filme do Mussum e o último antes do que seriam filmes dos “Trapalhões” (com os 4, tirando o ano em que eles separaram e depois que Zaca morreu).

Infelizmente Mussum atua como um Dedé de luxo, sempre diminuído, mandado… por vezes sendo mau, mas não ele consegue conter o humor, suas tiradas são impagáveis, mesmo falando coisa de 50 palavras no filme todo.

Uma coisa que eu não lembrava é como esse filme tem ação! Não pára um minuto!!! Sério, comparado com os outros esse é PORRADEIRA PURA! Didi tem bastante destaque neste, e pra variar consegue colocar alguém pra ter mais destaque que os outros: O Cachorro Lupa.

Tanto o cachorro (Lupércio) quanto o cavalo (Jurubeba, acho que era uma égua) são dois que roubam cenas, já que têm seus respectivos destaques durante o filme. Achei muito bom, não lembrava ser assim (sempre confundo com o mágico de Oroz) e subiu no meu conceito. Acho mágico como eles mostram desertos, selvas… como se tudo fosse perto. Agora (depois de velho) eu fico imaginando a distância de tudo, mas a mágica em que o Brasil tem deserto, Beduínos, leões… não devia ser roubada das crianças.

Meu filho curtiu. Teve que parar para poder fazer a festinha de aniversário adiantado dele, mas assistiu os 9 minutos finais. Acho que esse ficou abaixo dos Saltimbancos (claro) mas acima do Auto e empatado com a Serra

Têm anões, gigantes, bruxa, mágica, efeitos de maquiagem, Mussum em roupa de general, tribo africana, perseguição em cavalos. Já abre com a briga! Acho esse um dos melhores para crianças. Se não me engano, nenhuma morte. Bem… quase.

No final Lupércio morre (é de fazer a pior das pessoas chorar) mas graças ao pó de dar vida que Didi roubou da bruxa, ele revive. E acha o tesouro. Coisas de didi…

Anúncios