Filmes de Quadrinhos – Prévia

Desde que o primeiro filme dos X-man saiu em 2000 e trouxe de volta o Hype de heróis ano após ano temos novidades maiores. Digo temos por que pertenço a classe de fãs de quadrinhos. Mas como a maioria das pessoas normais NÃO TEM IDÈIA dos universos das HQs resolvi fazer um intro.

Engraçado isso de blog, quero escrever sobre algo e arranjo motivos. Mas convenhamos, pra um leigo seria complicado cair de pára-quedas no meio da safra vindoura de filmes. Ainda mais pelas perspectivas.

Uma pequena introdução sobre Histórias em Quadrinhos (HQs)

Histórias em quadrinhos são a mídia impressa que temos um primeiro bom contato, quando crianças. É algo simples, linear, que prende atenção e extremamente compreensível. Relativamente barata e acessível também.

Não é de se estranhar que a primeira forma de “arte” humana, ou comunicação não pessoal FORAM histórias em quadrinhos. Sim. Pinturas ruprestres são histórias em quadrinhos, só faltando os quadros para definição de cena.

"A noite final" de 2000 anos atrás

No Brasil, em 1939 foi lançada a revista Gibi, que acabou se associando a história em quadrinhos. Hoje qualquer pessoa pensa que uma HQ é um gibi, mas não sabe que a palavra significava “Negrinho”. Seria como se todo mundo chamasse qualquer revista de “Veja” por que uma revista conhecida se chama Veja. Exemplo? Veja IstoÉ, Veja Playboy, Veja Capricho… Veja Cartas da Fórum.

Por muito tempo os Comic Books (como são chamadas as revistas de HQ nos EUA) foram um meio de escape para escritores, já que não existia um limite de dinheiro para se fazer um efeito de explosão, como num filme por exemplo. E as histórias podiam ser menores, atingindo também uma fatia maior de público do que um livro atingiria.

Assim, histórias de todos os tamanhos permearam os 76 anos de HQs. Históras espaciais, ficçã, realidade, fantasia, tecnológicas… Fale qualquer roteiro de filme com história original e você pode encontrar coisa semelhante em uma HQ (que por sua vez roubou do livro quem sabe).

Saltando pro final do século passado, com o início da computação, o custo de um desenho animado foi baixando e a mídia expandindo. A idéia de custo por uma história foi diminuindo. E no início do século atual a computação gráfica começou a competir lado a lado com histórias de com atores reais (claramente demonstrado em O máscara e  Avatar).

(E foi um de 3 filmes do Jim Carrey que eu realmente gostei)

Era o necessário para que os heróis dos quadrinhos pulassem de mídia. Como são baseados em cronologias complexas (tendo bons e ruins arcos), já com público cativo seria uma aposta segura de alta bilheteria.

Para ser justo o primeiro “hype” de super-heróis foi o filme Superhomem – O filme, de 1978. Com efeitos revolucionários para época, trilha sonora que até hoje nos leva a nostalgia, ótimas atuações e o fato de ser capitaneado por um dos heróis mais conhecidos do planeta, não teve erro. Bem, teve: as sequências. Mas fica pra próxima.

E sendo ainda mais justo o precursor da nova onda foi o filme do Blade, usado como experiência por causa do baixo custo. Foi outro cujas sequências foram bem ruins. Em compensação posso dizer com orgulho que foi o primeiro contato de muitos com o universo Marvel. Quase. Homens de Preto e Transformers foram publicados na Marvel também (o último depois do desenho de antigamente).

Claro que se formos nomear os filmes que foram baseados em personagens de quadrinhos temos que citar também:

Barb Wire de (1996), a Batman (1989) e sua série (que também foi responsável por assassinar a semi-segunda hype de filmes de HQs com Batman Forévis, Capitão américa (de 1990), Constantine (2005), O Corvo (de 1994), O Quarteto Fantástico (1994, não lançado mas eu vi, campy),
O Gato Fritz (1972 e 1974), Howard, O pato (1986), os filmes do Hulk, montados com o seriado de 1978, Judge Dredd – O Juiz (1995), Liga da Justiça da América (1997, ruim que dó), A Liga dos Cavalheiros Extraordinários (2003 que sepultou a fé do autor, Alan Moore), O Máscara (1994), Mystery Men (1999), Nick Fury: Agent of S.H.I.E.L.D. (1998, feito pra TV), Justiceiro (1989), Red Sonja (1985), Riquinho (1994), The Rocketeer (1991), Sheena a rainha das selvas, (1984), Spawn (1997),  Aço (de 1997, um amigo do superhomem, interpretado pelo Shaquille O’Neil. O mesmo cara de Shaq-Fu), Supergirl (1984, tá mais pra rastro do superman), Monstro do Pântano (1982) e  seu retorno (1989), Contos da Kripta (1972), Tank Girl (1995), Timecop (1994, com Van Damme), Vampirella (1996), Virus (1999), Weird Science (1985), Geração X (1996, Malhação sobre galera mutante, feito pra TV), e finalmente Conan (1982 e 1984).

Sim, furtei da Wikipedia. Mas eles não lembram de Conan, Michael!

Para finalizar vou dar apenas uma situação sobre como funciona os quadrinhos FORA dos cinemas.

Existem 2 grandes universos de quadrinhos: O Universo Marvel e o Universo DC. Raramente os heróis de uma editora se encontram com os de outra (normalmente se encontram em histórias caça-níqueis).

Com resultados por votação popular? Nossa, democraticamente RUIM

A DC comics é a casa do Superhomem, Batman, Mulher Maravilha, Aquaman, novos Titãs, Lanterna Verde…

O Batman sorrindo é como um palhaço chorando

A Marvel Comics é a casa do Homem-Aranha, Capitão América, Homem de Ferro, X-men, Thor, Hulk, Quarteto fantástico…

Será que eu prefiro Marvel?

A grande disputa atual é criar universos consolidados nos cinemas. Por exemplo: Colocar o Batman e o Superman no mesmo filme…

A Marvel abriu a dianteira interligando Homem de Ferro, Hulk e Capitão América. O que falta é um filme do supergrupo deles: Os Vingadores.

A DC corre atrás tentanto fazer um filme da Liga da Justiça (lembra dos superamigos?).

Mas te garanto que se não for uma produção pornô (e estão saindo muitas) os universos não vai se encontrar tão cedo.

Para terminar, a Marvel foi comprada pela Disney e a DC é da Warner, dois grandes estúdios. Então se prepare para uma batalha longa pelas bilheterias…

 

Continua aqui

 

Clique para aumentar, gênio!

 

X-Men: First Class (filming) Matthew Vaughn 20th Century Fox
2012 Ghost Rider: Spirit of Vengeance (filming)[24] Mark Neveldine and Brian Taylor Columbia Pictures
In Development
2012 Untitled Spider-Man reboot[25] Marc Webb Columbia Pictures

[edit] Independent productions

Year Film Director Distributor
2008 Iron Man Jon Favreau Paramount Pictures
The Incredible Hulk Louis Leterrier Universal Studios
2010 Iron Man 2 Jon Favreau Paramount Pictures
In Production
2011 Thor (post-production) Kenneth Branagh Paramount Pictures
Captain America: The First Avenger (filming) Joe Johnston
Anúncios